P. Herbert Douteil CSSp

Diözese Cruzeiro do Sul / Brasilien

Missionsarbeit am Oberlauf des Amazonas

Menino Jesus de Nazaré (MJdN)
RELATORIO DA FUNDAÇAO MENINO JESUS DE NAZARE
adiante... (PDF 135 KB)

português

english

deutsch


Uma pequena história de sucesso: Orientadoras falam do trabalho com as crianças especiais.
adiante...
 
Palestra para as famílias de pessoas com deficiência sobre inclusão escolar
Abrir relatório...

Agradecimentos de Rita de Cássia por ocasião da confraternização de 80 anos do Pe, Heriberto
Abrir relatório...

Relatório sobre Fundação Menino Jesus de Nazaré, 2015
Abrir relatório... (PDF, 725 KB)

Relatório das atividades principais realizadas durante o ano 2014
Abrir relatório... (PDF, 5 MB)

DADOS FUNDACAO 2013
adiante...

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL
FUNDAÇÃO MENINO JESUS DE NAZARÉ
adiante...

Curso de formação para os "Meninos de Jesus de Nazaré"
adiante...

Relatório das atividades da Fundação Menino Jesus de Nazaré em 2009
adiante...

RELATÓRIO DA APLICAÇÃO DO BOTOX
adiante...

RELATORIO DAS ENTREGAS DAS CADEIRAS
adiante...

FINALMENTE: Fundação "Menino Jesus de Nazaré"
adiante...

BREVE HISTÓRICO DAS ATIVIDADES DO PROJETO MENINO JESUS DE NAZARÉ
adiante...

RELATÓRIO SOBRE A VISITA DO Dr. LOTÁRIO E EQUIPE
adiante...
Sendo este projeto um sub-projeto da Pastoral da Criança na Diocese de Cruzeiro do Sul está trabalhando, desde o dia 01 de janeiro de 2003, com orientadoras comunitárias nas áreas das três paróquias da cidade de Cruzeiro do Sul e desde o dia 01 de janeiro de 2004, também das paróquias de Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Guajará -AM. As orientadoras desenvolvem serviços de reabilitação física, visual, auditiva e mental às crianças de 0 a 6 anos que não têm acesso a nenhum tipo de reabilitação.

Objetivos, metas e atividades
O projeto "Menino Jesus de Nazaré" tem como objetivo de contribuir com as famílias no sentido de ajudá-las a superar as barreiras sociais e ao mesmo tempo ajudá-las no processo de inclusão social, para o exercício de seus direitos fundamentais à vida, à educação e à saúde, através dos trabalhos desenvolvidos nas ditas paróquias.

Tendo uma preocupação principal com o processo de inclusão das famílias nas comunidades é fundamental que as atividades necessárias para chegar a cada um dos objetivos acima propostos sejam as seguintes:
  • A cada mês teremos um dia de curso de formação com os pais.
  • Para as orientadoras serão implementados cursos de reciclagem de seis em seis meses;
  • Usaremos de forma freqüente os meios de comunicão social para conscientizar as comunidades e as instituições;
  • Serão feitas reuniões com as orientadoras a cada 15 dias para avaliar o trabalho de acompanhamento nas famílias; as orientadoras acompanharão umas as outras uma vez ao mês em seus trabalhos, isto no sentido de que uma seja solidária com a outra e cada uma sinta-se apoiada mutuamente;
  • Haverá acompanhamento regular pelo coordenaror às orientadoras.
  • A capacitação para as famílias e orientadoras terão temas variados, não somente sobre deficiência, e sim sobre o total da problemática familiar e social.

O projeto deseja suprir a seguinte necessidade: Na área da Diocese de Cruzeiro do Sul – AC onde atuamos e no Brasil inteiro percebe-se que as pessoas portadoras de deficiências constituem um grupo extremamente marginalizado a quem são negados os direitos fundamentais à vida e a uma convivência comunitária digna. As discriminações iniciam-se na família e estendem-se às comunidades e às instituições da sociedade, que vão desde o menosprezo ao infanticídio. A grande maioria dos portadores de deficiência de Cruzeiro do Sul pertence às classes menos favorecidas sendo negado às mesmas os direitos à saúde, à educação e reabilititação, sendo que as mesmas são excluidas do processo de ascenção social e do direito a trabalho.


Relatório do Projeto Menino Jesus de Nazaré sobre as atividades atuais
adiante......
A quantidade desta necessidade e a estatística que comprova a necessidade acima descrita:
O levantamento feito pela própria Pastoral da Criança, em Cruzeiro do Sul, em setembro do ano de 2002, mostrou que existe um total de crianças com deficiência de
  • audição: +/- 110
  • física: +/- 100
  • mental: +/- 220
  • visual: +/- 150.

Em vista da necessidade e urgência, começou-se o PMJdN no dia 01 de janeiro de 2003, usando recursos próprios, vindos da rede de benfeitores da Alemanha. No dia 01 de janeiro de 2004, estendemos a atividade às paróquias de Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Guajará.

Para o segundo ano temos como meta o atendimento de 120 famílias. Depende de pessoas treinadas e preparadas se será possível atender melhor às necessidades de especiais de audição e mentais.

Die Kerngruppe beim Studium der Spezialliteratur.
Nem tudo é muito fácil – sempre estudo não há progresso: O grupo central durante o estudo da literatura especial.
amplíe o retrato
Evolução do trabalho e resultados obtidos
A avaliação dos resultados é feita quatro vezes ao ano, usando as informações científicas da fisioterapéuta e as informações dos resultados obtidos pelo trabalho de nossas orientadoras
Incluíndo
  • as pessoas ou instituições que defendem os direitos das pessoas deficientes,
  • as pessoas com deficiência as quais participaram dos serviços educativos,
  • as pessoas que, por nosso intermédio, foram assistidos pelos serviços médicos.

Alguns riscos pelo Projeto
  • Falta de compromisso das comunidades e autoridades para apoiar o projeto MJdN
  • Falta de compromisso permanente das pessoas com deficiência e suas famílias na reabilitação
  • Falta de sensibilidade dos meios de comunicação de massa com a problemática de pessoas especiais


A equipe do Projeto
"Menino Jesus de Nazaré"
Meios como superar estes riscos
  • Acompanhamento personalizado das pessoas portadoras de deficiência em sua reabilitação
  • Apoio à formação e ao fortalecimento das instituições de pessoas especiais e de suas famílias
  • Divulgação, conscientização e sensibilizição da população através de reportagens nos meios de comunicação social, mostrando o alcance e os benefícios realizados pelo projeto MJdN
  • Sensibilização, divulgação e capacitação em níveis instituicionais na área pública e privada, de programas e projetos relacionados com o projeto MJdN.

Resultados obtidos
No primeiro ano chegamos a apoiar 84 crianças deficientes e as suas famílias.

A equipe central
A equipe central junto com o médico pediatra Dr. Biskup de Neuß e um visitante na primeira reunião de trabalho.
amplíe o retrato

Fotos e impressões do projeto:
projeto1.pdf (97 KB)
projeto2.pdf (50 KB)
projeto3.pdf (87 KB)
projeto4.pdf (61 KB)
projeto5.pdf (34 KB)
projeto6.pdf (63 KB)
projeto7.pdf (62 KB)
Deficientes espirituais
"Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle nove participantes, todos com deficiência mental e física, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos.
Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar.
Um dos garotos, tropeçou no asfalto, caiu e começou a chorar.
Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás.
Então eles viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas, com síndrome de down, ajoelhou-se, deu um beijo no garoto e disse: - Pronto, agora vai sarar. E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos...
Talvez os atletas fossem deficientes mentais...
Mas com certeza, 'não eram deficientes espirituais...' Isso porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho, é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir os passos..."

Pensem nisso!!!

(autor desconhecido)

Sua Ajuda
Quem quiser e puder, pode ajudarnos na manutenção do projeto com doações na conta:
Banco Bradesco (Banco 237),
Agência 1060-P,
n° 4254-4
titular: Herbert Heinrich Matthias Douteil

zurück    contato : Página inicial : Imprimir   Seitenanfang